Ser Mãe de um Recém Nascido – Na Prática , a Teoria é Outra !

barulho1

Oi Comadre, tudo bem ?

Cuidar de um Recém Nascido  não é fácil, não é mesmo ? E, nessa minha jornada de mãe de 3 , de quem pesquisa a fundo o assunto há 10 anos , de quem já leu quase 100 livros sobre o assunto, de quem tem o privilégio de conversar aqui, todos os dias , com dezenas de mamães diferentes… tem uma coisa que vem me deixando bem p… da vida,( com o perdão da palavra) : a chatice e a opressão que cercam a maternidade hoje em dia !

Gente do céu !! É um tal de isso é proibido, isso não pode, a ciência comprovou que…

Vou dar a minha opinião sobre isso tudo, tá ? Se você me permite !

Em primeiro lugar, eu não consigo entender qual é o objetivo dessa “linha” … é de informar? Ou , como está na moda agora, empoderar , as mulheres / mães ? É assegurar a democratização da informação, da ciência, e oferecer a todas as mães a oportunidade de receberem informações “confiáveis, científicas, atestadas e comprovadas em teses de mestrado / doutorado”, em publicações científicas pelo mundo afora ?

Ou ainda, querer espalhar a sua mensagem, as suas vivências, para que todas consigam os mesmos resultados positivos ?

Seria alertar contra os índices alarmantes de cesáreas no Brasil, quando comparado ao resto do mundo ? Ou , ensinar ás mães que , o leite materno é o melhor e mais completo alimento que existe para os bebês até 6 meses ?

 

Eu não sei você, minha amiga e comadre, mas, quando eu escuto um discurso radical , de vozes inflamadas e dedos apontados , a minha primeira reação , é me encolher no meu canto, com medo de ser julgada, condenada e queimada viva na fogueira das mães “irresponsáveis , fracas e desinformadas”… com medo de descobrirem que , só amamentei exclusivo os meus 3 filhos até os 4- 5 meses , por exemplo, ou que tive 3 partos cesáreos, ou ainda… que ofereci chupeta para todos , mas só 2 pegaram ! Que fiz cama compartilhada com todos os que mostraram necessidade disso! Que já dei muita papinha industrializada para o meu filhos mais velho! Vixe… será que eu tenho salvação ? rsrs

 

Brincadeiras á parte, comadre, eu andei pesquisando á fundo a depressão pós parto ( é , eu também ADORO uma pesquisa científica !! rsrs) , Leia o post sobre depressão pós parto aqui  ,e, aluns dados me assustaram bastante : (Resumindo e simplificando bem, tá ?) Esse novo modelo de maternidade opressora , cheio de obrigações, metas e modelos engessados, associado ao período hormonal tumultuado e desfavorável, e, a algum histórico anterior da mulher, é o grande responsável pelo aumento dos casos de depressão pós parto nos últimos 10 anos !

Segundo a OMS ( Organização Mundial da Saúde), os índices mundias são de 10-15% das puérperas são acometidas pela depressão pós parto. Aqui no Brasil, atualmente se fala em 26% , podendo chegar até 40% , em algumas amostras  do estudo. ( Fontes : leia mais aqui , e aqui )

A mulher que não conseguiu( por várias razões) ter o parto que sonhava, que não consegue amamentar exclusivamente seu bebê no peito… que está exausta, sem dormir direito, sem ajuda ou , bons conselhos… Se sente tão perdida, tão sozinha, tão frustrada … que , o que era pra ser o momento mais feliz e pleno da sua vida, se transforma num grande pesadelo !! Ela olha ao seu redor, e não encontra uma saída ! E, ela está  muito fragilizada, nesse momento, para reunir forças e reagir!!

E, se tem algum histórico familiar associado, ou alguns outros fatores associados, como dificuldades financeiras, problemas no seu relacionamento com seu parceiro ou seu relacionamento com a mãe, ou se perdeu algum bebê antes ( só para citar alguns exemplos) , pronto ! Está feita a receita para a “Depressão pós parto ” , que deve ser tratada com medicações e terapia, e, que tem a duração média de 18 meses ! E, se não tratada, pode virar um quadro crônico de depressão, muito mais complicado de ser acudido depois.

E , para mim O PIOR DISSO TUDO : A depressão pós parto prejudica o desenvolvimento físico, afetivo e cognitivo do bebê, e compromete PARA SEMPRE o estabelecimento do VÍNCULO mamãe /bebê, que é de vital importância que seja estabelecido o quanto antes !

Olha só o estrago , comadre! Olha as consequências de criarmos uma fantasia, uma expectativa, irreal, e inatingível a respeito da maternidade !

O que informações boas, de qualidade, mas, mal aproveitadas são capazes de causar !!

No meu ponto de vista: Tudo o que é RADICAL BURRO ! Não leva em conta as particularidades, os sentimentos, as histórias dos personagens envolvidos nisso tudo !

Além de ser cruel e covarde, a forma como alguns médicos, cientistas, profissionais da saúde e até muitas mães, acharem que, por estarem respaldados por teorias e números, têm o direito de nos acuar dessa maneira !

 

Não se deixe intimidar ! Não se deixe oprimir !

E , nunca se envergonhe de ser a mãe que você é !!

 

Se informe sim! Se prepare, física e emocionalmente para o que está por vir … Mas se permita sentir o seu filho como o ser único que ele é ! Se permita amar infinitamente, sem limites , sem pudores…construir a sua maternidade , a sua relação e vínculo com seu bebê, com a sua cara, com o seu jeito !

Conte comigo para esse jornada ! Eu quero e posso te ajudar !

Aqui no “Mães Comadres” , você pode se sentir livre e orgulhosa para viver a sua maternidade do seu jeito !

Eu queria saber de você… me conta a sua história ! As suas dificuldades !

Qual a sua opinião sobre esse assunto ? A sua opinião é sempre muito bem vinda aqui , mesmo que seja diferente da minha!

A gente vai conversando por aqui !

Bjos e até tags coração

PS :Dá um curtir lá na nossa fanpage !pequena facebook-logo-

Se inscreve no nosso canal do Youtube ,pequena youtube-logo e receba as novidades !

Como Amamentar Seu Bebê – Vídeo na Prática

 

Oi Comadre!

Como Amamentar , na prática !

Hoje tem visita especial por aqui ! Eu gravei um vídeo , “vida real”, para te mostrar a amamentação acontecendo na prática!

Meu sobrinho Augusto , que completou 1 mês no dia em  que gravei o vídeo, e a minha irmã, são os “modelos voluntários” desse vídeo de hoje !!

O meu” Muito obrigada”a vocês dois, de coração, por dividirem esse momento com a gente !

 

Além da posição do bebê em relação ao corpo da mamãe , na hora de mamar, aqui  no vídeo, você também vai poder ver:

  • A Pegada da Boquinha do Bebê no Peito da Mãe;
  • Como é o Sutiã Ideal para as Mamães que estão Amamentando;
  • Como é a Posição para o Bebê Arrotar;
  • A Almofada de amamentação e o seu Papel;
  • A Posição da Mamãe para Amamentar;
  • A Massagem que é legal você fazer no seus seios para “liberar” o leite ;
  • O Que Usar Para Hidratar e Cuidar do Bico do Seio;

Assiste ao Vídeo Agora Vai ! Clica Aqui embaixo!

Link para o Vídeo

 

Se você quer mais informações sobre amamentação e a sua importância, clica aqui, que tem um post bem completo para você! E aqui, tem um post com 7 dicas para você amamentar seu bebê  com mais segurança!

Se você quer saber se amamentar emagrece , ou como aproveitar a amamentação para entrar em forma , clica aqui nesse post com vìdeo !

Esse site  é super bacana e completo , com várias informações e dicas super valiosas sobre a amamentação: eu vivo dando uma olhada e fazendo algumas consultas… entra lá você também !

Eu queria te lembrar, minha comadre e amiga, que aqui , nesse nosso espaço , NÃO TEM LUGAR para julgamentos e dedos apontados, tá?

A minha missão aqui, é te deixar segura, bem informada, para fazer as suas próprias escolhas e tomar suas próprias decisões! Fazer de você, a melhor mãe que você pode ser para o seu filho!

Eu quero te ver feliz e realizada na maternidade, e não oprimida, angustiada ou culpada, combinado?

Conte comigo na sua jornada!

Deixa seu comentário aqui embaixo! Conta para mim quais são, ou foram,  as suas dificuldades para amamentar! Você pode ajudar outras mamães com a sua experiência!

Você acompanha a nossa página no Facebook? Segue o !”Mães Comadres” por lá! Dá o seu curtir!

Se Inscreve no nosso canal do Youtube ! Toda segunda e quinta tem novidades por lá !

 

A gente vai se falando!

Bjos e atétags coração

Desmame Gradual – Como Fazer ?

 

rp_desmame-gradual-200x300.jpg

Hoje o post é especialmente escrito para tentar ajudar e informar uma comadre que está se preparando para desmamar seu príncipe , pois precisa colocá-lo no berçário, no ano que vem. Ele está com 18 meses, e já toma mamadeira e já está sendo introduzido, gradualmente , na alimentação sólida. Ela  me escreveu perguntando: ” Como fazer? ” “Me ajuda!” . Vou tentar , Carol!

 

Primeiro, queria contar a minha experiência de três aleitamentos, onde , entre erros e acertos, fomos até um ano , em média !

 

O Pedro, meu  mais velho, estacionou seu ganho de peso , por volta dos 8 meses e meio. O pediatra sugeriu que , eu complementasse as mamadas do peito ( que eram 3 no dia) com uma mamadeira de fórmula infantil. Tentei, tentei e tentei … e nada!! Nada do bichinho pegar a mamadeira ! E nada do danadinho ganhar peso! Foi aí, nesse ponto, tendo o desespero como conselheiro, que eu tive a brilhante idéia :” Vou tirar o peito. Assim, com fome , ele vai pegar a mamadeira!”pensei… E adivinhe só ? tchã nan… NÃO PEGOU NUNCA !! Até  hoje meu filho não toma / não gosta de leite !! E o pediatra me orientou: ” não force, a natureze sabe o que faz…” Mas eu , no auge do meu desespero e teimosia… errei feio !! Um ano depois de muita batalha , tosses, penumonias, crises de bronquite e peito chiando… veio o diagnóstico : Alergia ao leite de vaca ! Hoje conhecida como APLV. Ele não tomava mamadeira, mas eu dava um jeito de dar os derivados pra ele… se arrependimento matasse… !! rsrs

Pois é … e nem te contei do tanto que eu sofri!! Ele, sempre muito cordato, não… pelo menos não aparentemente, sofreu. Me lembro bem: Era um domingo, e na primeira mamada da manhã, eu não ofereci o peito prá ele… E ele… inquieto, eu percebia que faltava alguma coisa pra ele… Mas ele não me pediu!! Nunca mais !! rsrsr

Eu optei por não tomar nada pro meu leite secar… vai que eu tivesse que voltar atrás!! Amarguei o leite secar sozinho… Certamente eu  sofri mais que ele ! Eu , que trabalhava em postos de saúde na época, não podia ver uma mãe amamentando que já começava a chorar!! Eu sempre ADOREI AMAMENTAR!! Tem algumas fases das gravidezes das quais, sinceramente, não sinto nem um pouco de saudades… já de amamentar… Meu Deus como é bom!

Com as meninas resolvi fazer diferente…decidi que as amamentaria até que ELAS quisessem! E assim foi! Elas largaram o peito! Quando e como quiseram. Na semana em que completaram um ano , as duas , por si só , se desinteressaram completamente “desse assunto ” PEITO ! rsrs Como já almoçavam, jantavam, e usavam as,fórmulas como complemento… fiquei tranquila ! Triste sim… mas com uma sensação de dever cumprido !

Minha comadre, eu acho que , o primeiro dos seus acertos, além de ter amamentado seu bebê até hoje, é ter percebido que o planejamento é necessário !

Nas minhas buscas pela web, eu encontrei vários grupos de amamentação , dos quais até faço parte , com dicas , conceitos e idéias incríveis!

Esses grupos dividem o desmame em 4 tipos: o abrupto, o gradual, o parcial e o natural.E, sem dúvida e medo de errar…o melhor  deles  , é o natural ! Sem traumas pra mamãe , nem pro seu filhote ! Mas , o tempo dois dois tem que ser respeitado, e, devemos compreender que se trata de um processo !

O bebê costuma dar sinais de que já está pronto. Veja alguns mais comuns:

• Idade maior que um ano

• Menos interesse nas mamadas

• Aceita variedade de outros alimentos

• É segura na sua relação com a mãe

• Aceita outras formas de consolo

• Aceita não ser amamentada em certas ocasiões e locais

• Às vezes dorme sem mamar no peito

• Mostra pouca ansiedade quando encorajada a não amamentar

• Às vezes prefere brincar ou fazer outra atividade com a mãe ao invés de mamar

 

O desmame natural, que ocorre espontaneamente, tem algumas vantagens:

• Transição tranqüila, menos estressante para a mãe e a criança

• Preenche as necessidades da criança até elas estarem maduras para o desmame

• Fortalece a relação mãe-filho

• Ajuda a mãe a ser menos ansiosa com relação aos estágios de desenvolvimento de seu filho

 

ENCORAJANDO O BEBÊ A DESMAMAR

Mas, muitas mamães não tem muita escolha! Chega um momento em que o desmame se faz necessário. Ou porque precisam voltar ao trabalho, ou porque precisam por o filho numa creche… enfim…

O desmame gradual, se for bem conduzido, não deixará marcas negativas nem para a mamãe, nem para a criança.

 

Existem algumas atitudes e sentimentos que podem ajudar no desmame gradual. Veja alguns:

• Mãe segura de que quer (ou deve) desmamar

• Entendimento da mãe de que o processo pode ser lento e que vai precisar de  energia da mãe ( mais ainda se acriança não estiver pronta).

• Flexibilidade, pois nunca sabemos como o processo vai acontecer

• Paciência (dar tempo à criança) e compreensão

• Suporte e atenção adicionais à criança – mãe não deve se afastar neste período

• Ausência de outras mudanças ocorrendo: Ex.: saindo das fraldas ( ou , no seu caso, comadre, entrando na escolinha E se separando da mamãe)

• Sempre que possível, desmame gradual, retirando uma mamada do dia a cada 1-2 semanas.

Leia mais aqui. Esse site é especializado e amamentação. É muito completo e possui informações de qualidade ! Eu sou seguidora.

 

Como vimos, não tem uma fórmula mágica nem receita! Só a vontade , ou necessidade, de fazer a coisa acontecer.

Muita força e a cabeça erguida para enfrentar palpites, julgamentos, culpa…

Mas, acredite , tudo vai dar certo!! Com certeza !

Espero ter te ajudado!

Bjos e até  tags coração

Amamentação – 7 dicas

amamentação

Oi comadre ! Você está amamentando ou está grávida e começando a pensar no assunto ? Vou te dar 7 dicas preciosas para essa fase tão gostosa e importante não virar um pesadelo !

  •  Prepare o seio durante a gestação : Tome uns minutinhos de sol no mamilo , sem roupas; passe (não é esfrega, tá ?)  bucha vegetal nos mamilos durante o banho ; e se você tem os mamilos invertidos (para dentro, ou não tem bico , como dizem) tente ir “fazendo ” aos poucos na gravidez, puxando delicadamente com o dedão e os dedos indicador e médio. Existem umas pomadas específicas ótimas para a região.

 

  • Se informe, o mais que puder, sobre a importância da amamentação: Isso vai ajudá-la a se encorajar e se motivar, porque,NÃO É FÁCIL, viu? E lance mão de acessórios muito úteis como a concha de amamentação, sutiãs de amamentação, almofadas e poltronas de amamentação, bombinhas para retirar o leite,pomadas específicas para o peito, etc.

 

  • Busque informações técnicas e detalhadas de “como fazer” : Ao contrário do que muitos dizem ou pensam, não é um processo intuitivo!! Requer muita luta e aprendizado por parte da mamãe e do bebê.Procure bancos de leite; nesses lugares as pessoas costumam ser especialistas e ter muita prática e boa vontade para ensinar.

 

  • Tente amamentar seu bebê  nos primeiros 40 minutos após o nascimento : Além de ser muito importante para a contração uterina no pós parto(o hormônio ocitocina), estimula a descida do leite , que pode demorar um pouco , principalmente em parto cesárea.Além de ser um ótimo momento para começar a formação do vínculo mamãe e bebê !! O pobrezinho está passando por um momento muito difícil!! rsrs

 

  • Peça ajuda para ás enfermeiras e pediatra : Eles costumam saber como posicionar o corpinho e a boca do bebê no peito. A boca deve pegar todo o mamilo e aréola do peito, essa á a “pega ideal”. Se a boquinha do bebê pegar e sugar só o mamilo, vai doer e machucar bastante o  seu peito.

 

  • Nas primeiras 4 a 6 semanas, o oferta do peito deve ser “livre demanda”, ou seja, sempre que o bebê quiser, pode dar o peito. Depois, já dá para ir estabelecendo uma rotina em que o bebê mame a cada 2 horas e meia- 3 horas .

 

  • Se o seu bebê não der conta de esvaziar os seus dois peitos, use a bombinha !! Existem bebês mais preguiçosos, ou menores , que se cansam com mais facilidade, ou ,com menos apetite mesmo! O importante é que o leite não vá ficando acumulado no seu peito. Faça a ordenha manual ou com  a bombinha (mais recomendado pois machuca menos e é mais eficiente). O leite “empedrado” pode causar a mastite, uma inflamação dolorosa nas mamas ,e que pode por sua amamentação á perder.

 

Agora , uma dica bônus : Não se sinta menos mãe, ou menos mulher, se não conseguir amamentar, tá? Existem alguns fatores envolvidos no processo que não dependem de você !! O importante é que você alimente seu filho, da forma como for melhor para os dois, naquele momento !!

Mais informações bem completas sobre amamentação você pode ler aqui.

Boa sorte , comadre!! Estou na torcida !!

Espero ter te ajudado.

Bjos e até  tags coração

Amamentação- Por quê é tão importante?

bb mamando peito Oi Comadres! Fiz uma pesquisa quase científica(rsrs) para trazer para vocês informações precisas e argumentos imbatíveis para você se decidir pelo aleitamento do seu bebê!!Espero que seja convincente!

 

“O aleitamento materno é a mais sábia estratégia natural de vínculo, afeto, proteção
e nutrição para a criança e constitui a mais sensível, econômica e eficaz intervenção para
redução da morbimortalidade infantil. Permite ainda um grandioso impacto na promoção
da saúde integral da dupla mãe/bebê e regozijo de toda a sociedade”(OMS).

.TIPOS DE ALEITAMENTO MATERNO
É muito importante conhecer e utilizar as definições de aleitamento materno
adotadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e reconhecidas no mundo inteiro
(WORLD HEALTH ORGANIZATION, 2007). Assim, o aleitamento materno costuma
ser classificado em:
• – Aleitamento materno exclusivo: quando a criança recebe somente leite
materno, direto da mama ou ordenhado, ou leite humano de outra fonte, sem
outros líquidos ou sólidos, com exceção de gotas ou xaropes contendo vitaminas,
sais de reidratação oral, suplementos minerais ou medicamentos.
• – Aleitamento materno predominante: quando a criança recebe, além do
leite materno, água ou bebidas à base de água (água adocicada, chás, infusões),
sucos de frutas .
• –Aleitamento materno: quando a criança recebe leite materno (direto da mama ou ordenhado), independentemente de receber ou não outros alimentos.
• –Aleitamento materno complementado: quando a criança recebe, além do leite materno, qualquer alimento sólido ou semi-sólido com a f inalidade de complementá-lo, e não de substituí-lo. Nessa categoria a criança pode receber,além do leite materno, outro tipo de leite, mas este não é considerado alimento
complementar.
• – Aleitamento materno misto ou parcial: quando a criança recebe leite
materno e outros tipos de leite.
DURAÇÃO DA AMAMENTAÇÃO:

Vários estudos sugerem que a duração da amamentação na espécie humana seja,

em média, de dois a três anos, idade em que costuma ocorrer o desmame naturalmente
(KENNEDY, 2005).
A Organização Mundial da Saúde e o ministério da Saúde recomendam aleitamento materno exclusivo até seis meses , e complementado até 2 anos ou mais.

Importância do aleitamento materno:

Evita mortes infantis: devido à proteção às infecções presentes no leite materno, previne 13% das mortes até 5 anos.

Evita diarréia: Existem evidências que o leite materno protege contra as diarréias , além de influenciar positivamente na gravidade dessa doença, reduzindo em até  1/3  o risco de desidratação.

Evita infecção respiratória: diminui em mais de 6 vezes o risco de internação por pneumonia e em seis vezes o risco de internação por bronquiolite.

Diminui o risco de alergias: a exposição a pequenas doses do leite de vaca nos primeiros dias de vida, aumenta a chance de desenvolver APLV(alergia a proteína do leite de vaca) . estudos mostram que o aleitamento materno exclusivo nos primeiros meses de vida diminui o risco de alergias como APLV, dermatite atópica, asma entre outras.

Diminui o risco de hipertensão, colesterol, diabetes e obesidade: A OMS publicou recentes estudos que evidenciaram efeitos do aleitamento materno no longo prazo; adultos que foram amamentados tem pressão mais baixa, colesterol total menor e menor risco de desenvolver diabetes tipo 2(não só na criança , a longo prazo como também na mãe). O aleitamento materno também diminui chance de obesidade, promovendo uma programação metabólica adequada que perdura até a vida adulta.

Melhor nutrição: O leite materno possui um qualidade nutricional  muito superior ao do leite de vaca, além de ser muito mais  fàcil digestão.

Efeito positivo na inteligência: Há evidências que crianças  amamentadas no peito tem vantagens no seu desenvolvimento cognitivo(em todas as fases, até em adultos); o porquê disso ainda é desconhecido.

-Melhor desenvolvimento da cavidade bucal: O exercício que o bebê faz para sugar o leite do peito, ajuda a desenvolver corretamente a parte óssea da face, e ensina a respiração pelo nariz, que é a ideal.

– Proteção contra o câncer de mama: Já está comprovada a proteção ás mães que amamentam,a cada ano de  amamentação , 4,3%  menos chance de desenvolver a doença.

-Vínculo mamãe/bebê: A amamentação traz benefícios para a mamãe e para o bebê.Uma amamentação prazeroza, olhos nos olhos, fortalece o vínculo e promove a intimidade entre os dois. Para o bebê traz segurança e proteção; para a mamãe traz auto confiança e realização como mulher.

Leia mais sobre amamentação aqui  e quando chegar a hora do desmame… veja como fazer!

E eu vou colocar mais um benefício:

AJUDA A MAMÃE A VOLTAR À FORMA: a explicação é bastante lógica: o metabolismo da mulher fica mais acelerado para produzir o leite – alimento que deve ser bastante calórico para que o bebê ganhe peso e se desenvolva com saúde. A produção diária de leite materno é tão intensa que gasta, em média, 400 calorias, o equivalente a meia hora de corrida moderada(explica Carolina Ambrogini, ginecologista e obstetra da Universidade Federal de São Paulo -Unifesp). É só não abusar na alimentação!! Nada de entrar de cabeça na canjica, tá? rsrsrs

Veja outras dicas para voltar a forma aqui.

Convencida, comadre?

Vamos à luta!! Conte comigo!!

Bjos e até tags coração

E até a próxima…