Eu Cheguei ao Fundo do Poço Como Mãe

Oi  Comadre, Tudo bem?

mulher-triste

Hoje eu trouxe aqui para você um vídeo,
contando a minha história de “fundo de poço”.
Depois de assistir o vídeo, você conhecer um
episódio da minha vida que me deixa envergonhada
e constrangida…

Ninguém se sente orgulhoso por desmaiar num banheiro,
ficar com os dois olhos roxos e ainda…
Bom, mas eu te trouxe essa história aqui para você entender o
Porquê de eu ter pesquisado TANTO sobre o sono do bebê…
Eu sei o que é ficar sem dormir mais de 3 horas seguidas…
Eu sei o que é ter que ir trabalhar nessa situação…
Eu sei o que é ter que cuidar de um bebê, do marido,
da casa, sem energia nenhuma!

Eu cheguei no meu limite… e é essa história
que você vai conhecer aqui.
Também vou te contar o que ouvi do meu Pediatra…
E, como isso me levou ao fundo do poço…

Assiste o vídeo! Clica aqui ou na imagem ( como preferir)
Habilite para ver a imagem desse e-mail.

Entende agora porque eu sei exatamente
o que você está sentindo?
Agora vem a boa notícia para você!
Vou dar uma aula ao vivo, para te ensinar
TUDO o que aprendi sobre esse assunto!
Será nessa 5°feira, dia 14/07 ás 20:00 horas!
Para participar, é só clicar nesse link, preencher seus dados,

que te mando as informações por e-mail, pode ser assim?

>>> Quero Me Inscrever na Palestra Gratuita Sobre o Sono do Bebê>>>>

Amanhã, vou te contar o
final dessa minha história.
O que eu fiz e o que descobri que me
ajudou a sair dessa situação limite!
A gente se vê amanhã então!
Bjos e até tags coração
Lígia Coimbra

Os 5 Grandes Perigos da Falta de Sono Para o Bebê

Oi comadre, tudo jóia?

Hoje o assunto por aqui é o sono do seu bebê aliás, a falta dele e as suas terríveis consequências.

BEBE CHORANDO

 

Eu ando estudando a fundo esse tema pois, tenho percebido que ele é um dos grandes desafios que as mamães de bebês enfrentam.

São muitas mamães que me mandam e-mails, inbox, que deixam comentários nos posts e vídeos que posto pelas redes sociais, me pedindo uma luz!

E, quanto mais eu estudo, quanto mais eu me informo, mais fico preocupada por saber as terríveis

consequências que a falta de sono – em qualidade e em quantidade, pode trazer para o seu bebê.

E hoje aqui, vou te contar as 5 piores, ok?

  • uma queda no sistema imunológico ( o bebê fica mais susceptível a doenças).
  • Déficit de aprendizado, do desenvolvimento neurológico e psico-motor do bebê.
  • Desregulamento do metabolismo do organismo como um todo, ou seja, hormônios e outras funções importantíssimas, não funcionam como deveriam.
  • Aumento do nível do cortisol, que é o hormônio do stress, no cérebro do bebê ( e que dependendo das concentrações deixam sequelas irreversíveis).
  • O bebê não mama, não cresce e não ganha peso como deveria e aumentam as chances e a intensidade das cólicas.

É de pirar, não é minha amiga? Além da gente não saber exatamente como resolver essa situação,

ainda temos que conviver com esses riscos e consequências para a saúde do nosso bebê…

O que fazer então, Lígia?

O que eu te sugiro, minha amiga é que se informe, o quanto conseguir e, se estiver muito pesado, não se envergonhe em pedir ajuda!

A gente também fica exausta! As noites picadas, os dias sem conseguir descansar nos leva a um estado de privação crônica do sono, que também é super prejudicial para a nossa saúde!

E, o cansaço acumulado, não é um bom conselheiro…

E ainda temos que lidar com a culpa, com cobranças, com palpites …

Realmente não é fácil.

Deixa aqui seu comentário! Me conta o que está sendo difícil para você.

Conte comigo, eu já passei por tudo isso e, estou do seu lado 😉

Se gostou do conteúdo, deixa seu curtir no  botão!

Compartilha com alguma mamãe que possa estar precisando…

E, se você quiser receber de presente 5 vídeo-aulas da exclusiva plataforma do

curso “Recém-Mamãe” , preenche seus dados que mando no seu e-mail, pode ser assim?

QUERO RECEBER AS 5 VÍDEO-AULAS DE PRESENTE

A gente se encontra por aqui então!

Bjos e até

Lígia

 

O Sono do Bebê – 7 Fatores que Podem Interferir

rp_untitled-15931-1024x684-1-e1453203851314.jpg

 

Oi Comadre!

Hoje eu escolhi esse assunto, para a gente conversar : O Sono do seu bebê .

Essa “parte ” da maternidade costuma ser bem difícil e, alguns bebês demoram muito para estabelecer uma rotina de sono satisfatória, deixando suas mamães exaustas e perdidas !

Gravei esse vídeo sobre o assunto também . Assiste Agora!

1- Mudança de Rotina

A rotina , na  vida do bebê , é muito importante. Ele se sente seguro assim, e sente muito , quando sai da sua rotina habitual. E , não mudanças nas suas sonecas durante o dia, mas das atividades cotidianas como alimentação, banho, passeios , cuidadoras. Alguns bebês são mais sensíveis que os outros , mas todos sentem as alterações em sua rotina!E isso reflete , diretamente na qualidade do sono do seu pequeno.

2- Ambiente Diferente

Aqui, entramos na mesma questão da mudança de rotina : se mudamos o bebê de quarto, de casa, ou se estamos viajando, o bebê sente e percebe a diferença , e já tem a sua qualidade de sono comprometida.Algumas mamães já me contaram que, só de mudar o berço do bebê de lugar , ou de posição, dentro do quarto, o bebê já percebeu e sentiu a mudança!

3- Ausência de um Membro da Família

Se a mamãe, ou mesmo outro membro da família que não participa diretamente do seu ritual do sono, como o pai, ou um irmãozinho não estão em casa na hora de dormir, o bebê sente a falta e, isso vai pode diferença no seu sono !

4-Nascimento dos Dentes

O período do nascimento dos dentes , costuma trazer bastante alterações físicas no bebê além do desconforto local: pode soltar o intestino, pode dar febre baixa , e pode atrapalhar a alimentação . E, esses desconfortos todos, acabam refletindo na qualidade de sono do bebê.

5- Picos de Desenvolvimento

Os picos de desenvolvimento, são momentos da vida do bebê em que existe uma atividade maior no seu cérebro e no seu corpo, onde ele adquire rapidamente , muitas habilidades, como engatinhar, mandar beijos, pronunciar as primeiras palavrinhas , explorar o ambiente… e isso o deixa muito empolgado e agitado, e , a hora em que dorme, é quando o cérebro faz o “download” dessas novidades ! Além do que, o bebê não desliga completamente… fica pensando em tudo e que aprendeu naquele dia !

6- Mudanças Alimentares

A alimentação interfere diretamente na qualidade de sono de qualquer pessoa, e nos bebês então , qualquer mudança , ou a introdução de um novo alimento, já pode ser motivo para mexer com seu sono ! Nós , adultos, se comemos alguma coisa mais pesada a noite, já sentimos o sono diferente, assim como , se estamos com fome, não conseguimos dormir direito e acordamos toda hora ! Com os bebês acontece o mesmo ! Até que eles conheçam e se habituem a vários alimentos, seu corpo pode sentir dificuldade para digerir alguns alimentos , ou até mesmo, a gente demora a ajustar a quantidade de alimento adequada para eles ! Então, ás vezes podem comer demais , e , outras vezes, comer de menos, e ficarem ainda com um ” rabinho de fome” , como dizia a minha avó .

7-Mudanças climáticas (Frio / calor )

Outro fator regulador da nossa qualidade de sono é a temperatura do nosso corpo . Se estamos com frio, ou com calor, despertamos. E , assim é com o bebê também ! Se conseguirmos manter a temperatura do seu quarto estável e agradável , ele vai conseguir dormir melhor! Muitas mamães são muito friorentas ( eu , por exemplo) , e , acham que seus bebês devem dormir agasalhados, ou , quando maiorezinhos, com edredons bem quentinhos… os pobrezinhos acordam encharcados de suor !

E , ao ouvir informações como essas, você pode estar pensando : ” Meu Deus do céu ! Sempre vai ter um dente nascendo, um alimento novo , alguma alteração na rotina, ou alguma nova habilidade adquirida !! Quando é que as noites, por aqui , serão mais tranquilas ? ”

Pois é … E você tem toda razão !

E, você também pode estar querendo saber o que eu fiz com meus 3 bebês … Eu vou te contar :

Cada um teve as suas necessidades e preferências ! Com o Pedro, eu cheguei a um ponto de cansaço e exaustão , que desmaiei um dia de manhã, de tanta tontura por falta de dormir direito ! Cansei de “brigar ” com as minhas expectativas , e coloquei um bercinho desmontável ao meu lado, no meu quarto – ou seja, aderi ao co-sleeping.

A Piquita, minha filha do meio , sempre gostou de dormir no seu bercinho . Sua única exigência era adormecer no peito .. nunca aceitou chupeta ; ela  acordava de 3/3 horas para mamar , e tinha um sono super leve !

Com a Nina , a minha caçula , foi cama compartilhada até em próximo dos 2 anos ! Eu precisava descansar para amamentá-la, cuidar dos 3 durante o dia, trabalhar e não pirar !

E , sendo muito sincera com você : até hoje , por aqui, tem noites que mais se parecem com a dança das cadeiras ! É um troca troca de lugar sem fim ! As crianças vã para a minha cama, eu vou para a cama delas, e até entre elas, elas correm … vão dormir com o irmão/ irmã  ! Tem manhã que eu acordo e preciso de 30 segundos para me localizar !

Aí , quando estou cansada, penso que , na adolescência, quando começarem as baladas… a coisa fica um pouco pior , não é mesmo ! rsrs Assim está bom , vai !

Se você quiser saber mais sobre ” sono do bebê” , lia esse post completo que fiz sobre

” o sono do bebê e as 4 transições”.

Aqui nesse outro , escrevi sobre a cama compartilhada.

E , nesse outro, mais sobre as minhas histórias com o sono dos meus bebês por aqui !

 

Conta pra mim, agora eu quero saber de você ! Como é o sono do seu bebê ?

E as noites aí na sua casa ? Você tem algum truque que aprendeu, alguma tática que funcionou super bem com seu bebê ?

Deixa seu comentário abaixo ! Conversa comigo !

É isso que dá sentido ao meu trabalho por aqui : saber que estou fazendo alguma diferença na sua vida!

Segue a página do “Mães” lá no Face ! Deixa seu curtir lá !pequena facebook-logo-

Se inscreve no nosso Canal do Youtube ! Toda semana tem novidade por lá!pequena youtube-logo

 

Bom, a gente vai se encontrando por aqui !

Bjos e atétags coração

Lígia

 

 

O Sono do Bebê e as 4 Transições -Um Guia Completo

o-sono-do-bebe

o sono do bebê

Oi Comadre!

O Sono do Bebê é um assunto que costuma tirar o sono das mamães, não é mesmo ! rsrsr

Brincadeiras á parte, nesse post , eu quero te contar as 4 Transições do sono, que todos os bebês, mais cedo ou mais tarde , atravessam, e , como você pode usar isso a seu favor , ao invés de ficar “dando murro em ponta de faca” !

Cada criança é uma , com suas necessidades , personalidade e particularidades, eu sei, e vivi isso na prática , aqui com meus três anjinhos… Tive que me reinventar, ( e tenho até hoje ), pois nenhum se comporta como o outro… Ok !

Mas existem alguns padrões fisiológicos, que , nesses sim, a gente pode confiar, já que não dependem de sentimentos,

impressões e reações… são parte da evolução do sistema nervoso da criança,que vai amadurecendo, e alterando os padrões de sono/aprendizagem.

Eu sou mãe de 3, mas as informações que vou te passar aqui, são fruto de pesquisas minhas , publicadas por especialistas em sono infantil dos EUA e da Europa, que eu busquei e estudei, quando precisei , e quero compartilhar com você hoje. E, notei que, apesar dos meus 3 filhos serem totalmente diferentes entre si, os 3 passaram por essas 4 transições do sono .

Se preferir, assiste o vídeo que gravei sobre esse assunto:

O Sono do Bebê :

  • ATÉ OS 3 MESES

Do momento do seu nascimento, até os 3 meses de vida, os bebês estão passando por um período de adaptação ao mundo aqui fora!  Estão aprendendo a mamar, a respirar, a dormir… se adaptando as luzes, aos sons, ao toque…

Nesse primeiro trimestre de vida, ainda não conseguimos estabelecer rotina nenhuma, nem de sono , nem de mamadas, nem de cocôs e xixis… Mas , já é possível observar, como nossos bebês vão evoluindo , e , devagarzinho, vão mostrando suas preferências e padrões . Mais calmos ou mais agitados? Mais dorminhocos ou mais serelepes?Mais gulosos ou mais preguiçosos ? Mais chorões ou mais “de boa” ?

As “janelas “( o período ) em que ele fica acordado, são irregulares, e , de curta duração.

Nesse período , eu te aconselho a só observar, comadre, e tentar , na medida do possível , atender ás demandas e necessidades do seu bebê, sejam elas fisiológicas ( fome, frio, sono) ou emocionais ( colinho, aconchego, toque).

O Vínculo que se estabelece nesse primeiro período, é muito importante, para a vida toda, tanto dele quanto da sua !

 

  • DOS 3 AOS 8 MESES :

Aqui, nessa fase, a maioria dos bebês, com algumas pequenas exceções e variações, tiram 3 sonecas durante o dia:

uma soneca no período da manhã;

uma soneca no começo da tarde ( depois do almoço) e

uma soneca no final da tarde ( antes de jantar).

Eles já passam mais tempo acordados, interagindo e observando o ambiente, as pessoas, os animais , os brinquedos.

Já sentam, e alguns mais apressadinhos, já estão ensaiando o” engatinhar “.

Naturalmente, os bebês dessa fase, já estabelecem uma rotina de sono- atividades-alimentação, e novamente, quanto mais conseguirmos inserir as preferências dele , na nossa rotina, mais tranquilo vai ser.

Se você gosta de sair para passear a noite, e o seu bebê dorme mais tarde, que ótimo !

Agora, tem bebês que têm necessidade de dormir cedo, num ambiente mais silencioso… nesses casos , minha amiga, se você leva-lo numa festa, que vai até mais tarde, por exemplo, se prepare, porque vai rolar chororô ! rsrs E a noite promete ser bem agitada…

Quando a criança é mais sensível, ou mais metódica, com seus hábitos e horários , é muito bom ! A rotina vai bem , como um reloginho, mas… se sair do padrão… a criança sofre, estranha , não come e nem dorme direito! Essas crianças costumam não se adaptar bem em viagens e passeios, que alterem muito seus horários, e , os pais , acabam ficando mais presos, com a vida social mais comprometida… Mas, tenha calma e paciência! é uma fase e  VAI PASSAR! rsrs

 

  • DOS 8 AOS 15-18 MESES :

Essa é a segunda transição de sono, que os bebês atravessam.

Com 1 ano e 3 , a 1 e meio,uma das sonecas da tarde, acaba.

Então ele faz:

uma soneca de manhã e

uma soneca a tarde.

Nessa fase, eles já engatinham, a maioria já está andando… então eles têm “muito trabalho a fazer” ! Um mundo inteiro para conhecer e explorar! Estão com os 5 sentidos á flor da pele !

Naturalmente, já dormem menos, e os intervalos em que fica  acordado, já são bem maiores.

Já estabeleceram sua rotina alimentar, de funcionamento do intestino… estão crescendo e amadurecendo na velocidade da luz!

 

  • DOS 15-18 AOS 3 ANOS:

Aqui é a terceira transição do sono:

Por volta dos 18 meses, ( talvez um pouco antes, em alguns bebês) , só fica uma soneca por dia!

E, quanto mais perto do meio dia – 13 horas ela for, melhor!

Assim, as chances da criança ficar exausta, é menor.

Outra dica: essa fase é perfeita para ajustar a rotina de habituar a criança a dormir cedo !

Como ela só tira uma soneca, por volta das 12- 13 horas, lá pelas 19 h , a criança já vai estar bem cansada, então é jantar, banho e berço !Ufa!!

Assim , a criança não fica “vencida” , e, os pais têm chance de conversar, assistir uma TV… ter um pouquinho da vida adulta de volta! rsrs

 

  • DOS 3 – 5 ANOS :

Aqui, o intervalo é maior, porque depende MUITO da criança, da sua rotina e dos seus hábitos…

Mas , é por aqui, entre 3 e 5 anos, que sai completamente a bendita sonequinha da vida da criança! Aí é “salve-se quem puder”! rsrs A criança fica acordada e, em atividade , o dia todo !

Mas, se , na fase anterior, ela já se habituou a dormir cedo, ÓÓÓTEMO !

Por volta das 19- 20 horas é jantar/banho e cama !

Uma dica importante para essa fase:

Não encavale mudanças, ou seja, se a criança está passando por uma transição de sono, que é sempre difícil, e leva um tempo para a nova rotina se estabelecer, não tire a sua fralda noturna ! Ou , não tire ela do bercinho, e passe para a caminha!

Eu preparei para você ,um material bem didático, em formato de mapas mentais, que podem te ajudar a sintetizar e memorizar toda essa nossa conversa , com várias informações extras, um guia super completo para você baixar e acessar sempre que quiser !

O Sono Do Seu Bebê Mapas Mentais

O Sono Do Seu Bebê Texto

Todas essas coisas , são mudanças muito significativas na vida dela, então, faça uma mudança de cada vez! Assim, tudo acontece de maneira quase que, natural ! Sem estresse, sem traumas…

E, não se esqueça de que, por volta dos 3 anos, a criança está no auge dos “terrible two ” !! Birras e chororôs costumam estar bastante presentes na nossa vida, nesse período ! (SOCORROO!)

Então, vai devagar, com jeito e paciência…e , se por acaso achar que , ainda não é momento certo, não fique insistindo com a criança, ou se sentindo frustrada ou culpada, dê um passo pra trás ! Sem medo de ser feliz ! rsrs Recuar , muitas vezes, é uma estratégia inteligente!

Então, se a filha da comadre, a sua afilhada ou o seu sobrinho, já dormem sem fralda, ou já passaram para a caminha… não quer dizer que está no tempo do seu filhote, tá? Sem neuras!

Outro fator que interfere bastante nessa fase é o período que a criança fica na escola: Se fica o dia todo, se vai só de manhã ou se vai só a tarde… os cansaços são diferentes!

E, muitas vezes também, a criança fica o dia todo longe dos pais, e á noite, é o momento que vocês têm de conviver , de se curtir! Perfeito ! Que assim seja !

Então , nesse caso acima, por exemplo , pode ser que a criança estenda seu hábito de dormir durante o dia até os 5-6 anos, para poder aguentar o cansaço, e poder conviver mais com os pais, no período em que estão em casa !

Em cada uma dessas transições, o importante é estarmos presentes para o fato de que, vão ocorrer as mudanças nos padrões de sono do nosso filho! E que, até que essas mudanças se estabeleçam como a nova rotina, leva um tempo, e, o padrão anterior, não vai existir mais!

Não adianta forçar a criança a dormir a tarde, ou se estressar , se ela não quer mais fazer alguma das sonecas que fazia “até ontem”… Ela vai ficar meio azeda, meio cansada, mas é só até de adaptar! O importante é que essas informações , te dão tranquilidade para saber que está tudo bem !

É muito comum também, no início das transições, crianças que antes dormiam a noite toda, super bem, começarem a acordar no meio da noite, ou , ás 5 da manhã… eu sei que é dose, minha amiga… o sono é um dos maiores tesouros que a maternidade nos rouba!

Mas, quando olhamos para eles e vemos aqueles rostinhos dormindo, ou sorrindo com aquela boca banguela, ou toda melecada de comida… um amor tão grande nos invade… e é nele que nos agarramos! É esse amor que nos dá a força que precisamos , para seguir em frente !! ( zumbis, ok , mas felizes da vida!)

Não sei se você já leu, mas aqui nesse post eu te dou outras dicas sobre o ‘Sono dos Bebês”, cama compartilhada, e , nesse aqui, te conto das minhas experiências como sono  meus 3 anjinhos.

Aqui abaixo , te dou alguns links de sites em inglês , especializados em sono infantil:

www.millpondsleepclinic.com/

www.infantsleepconsultant.co.uk/

Como é o sono aí  na sua casa?

Você observou essas 4 transições ? Foi tranquilo ? Foi dureza?

Seu bebê sofreu muito para se adaptar?

Deixe seu comentário abaixo! Conversa comigo! Me conta suas dificuldades…

Se gostou do conteúdo, dá um curti! Compartilha com alguma amiga que possa estar precisando…

E, se você quiser receber de presente 5 vídeo-aulas que eu separei lá de dentro da exclusiva plataforma do curso “Recém-Mamãe”, clica no link, preenche seus dados que te mando no seu e-mail, combinado assim?

QUERO RECEBER AS 5 VÍDEO-AULAS DE PRESENTE

Bom , a gente vai se falando!

 

Bjos e até tags coração

O Sono do Bebê e a Cama Compartilhada

 

cama-compartilhada

Esse assunto : ” cama compartilhada” é super controverso tanto no mundo das mamães, quanto no meio científico…

Eu estou sempre lendo e tentando encontrar uma resposta…  formar uma opinião ! E, vou ficando cada vez mais confusa!

Recentemente, a “Pediatrics” – revista científica da Academia Americana de Pediatria – publicou um estudo realizado por pesquisadores no “Children´s Mercy Hospitals and Clinics, que diz o seguinte : o hábito de compartilhar a cama é o fator que mais contribui para acidentes fatais entre crianças com até 3 meses de idade .

Para essa conclusão, eles avaliaram 8207 mortes de bebês com menos de um ano – todas durante o sono- em 24 estados americanos, no período entre 2004 e 2012. Desse total de bebês que morreram, 75% estavam dormindo com um adulto.

Um outro estudo feito na Inglaterra, ( Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres ),afirma que a probabilidade da criança de até 3 meses, sofrer Morte Súbita, aumenta em 5 vezes, quando dorme coladinha a um adulto. Os autores do trabalho estimam que, 81% dos óbitos poderiam ter sido evitados se os bebês estivessem no seu bercinho.

As principais causas para essa tragédia são: o sufocamento, o superaquecimento e a exposição á alguns tipos de bactérias que podem estar presentes na cama dos pais.

 

Se um dos pais, ou os dois, forem fumantes, ingerirem bebidas alcoólicas a noite , ou usarem medicações fortes , as chances de ocorrer uma tragédia aumenta ainda mais , segundo os pesquisadores.

 

A posição da Sociedade Brasileira de Pediatria, também segue esse sentido : pais e bebês não devem partilhar o mesmo colchão .

 

Aí, nós , os pais , ficamos malucos, pois , eu pelo menos , sempre achei que , no caso do bebê tossir, engasgar, vomitar , e não conseguir chorar alto… o melhor seria estar por perto !

E as maratonas das madrugadas, muitas vezes geladas congelantes, que fazem parte da rotina das mamães que amamentam ?

Quem já passou por isso , ou está passando sabe bem como é duro!

 

E o cheirinho gostoso, a mãozinha coladinha na nossa, aquela sensação de ninho, de proteção e de cuidado ?

Em contra partida, os defensores da cama compartilhada dizem que, nos países onde a cama compartilhada faz parte  da cultura e tradição das famílias, os índices de “Morte Súbita ” em bebês é baixíssimo, e , em alguns desses países, nem existem casos da ocorrência desse mal.

Pois é , comadre…não gosto nem de pensar no risco que eu corri ! A Nina , a minha caçula, dormiu na minha cama até 1 a e 3 meses… e só tirei porque, ela já não estava mais mamando no peito, e também porque, não tinha mais condição ! Era chute pra um lado, cabeçada pro outro e … noites sem fim ! Então, fiz a transição dela para o berço !

A Piquita, minha do meio, sempre gostou do canto dela! A sua única exigência era dormir no peito , já que nunca quis chupeta. Depois que adormecia, ia pro berço, não acordava muito… só nas horinhas para mamar. Mamava e dormia de novo. Com 1 ano e 8 meses pulou do berço depois da soneca da tarde, e além do galo, ganhou uma grade e uma cama !E lá está até hoje !

O Pedro, meu mais velho, dormia num bercinho desmontável, daqueles que tem uma telinha nas laterais , sabe? Dormíamos nariz com nariz , eu e ele! E, devo confessar que , por muitas vezes ele acabou ficando na minha cama , depois da mamada da madrugada!

O meu objetivo com esse post é te passar as informações, para que você tome a sua decisão conscientemente !

Expus a minha vivência , não para estimular nenhuma atitude, mas sim para mostrar que , não sou nem perfeita , nem dona da verdade…

Sou só uma mãe de verdade, uma mãe de carne e osso… a melhor que consigo ser !!

E você , como se sente ? O que pensa de tudo isso ?

Tem alguma história para contar ?

Eu vou adorar conversar com você !

Se quiser saber mais , aqui tem um artigo bem completo, falando da morte súbita do berço.

 

Nesse post eu mostro alguns modelos de berços , que podem ser uma solução , e neste, alguns modelos de babás eletrônica bem modernas, que prometem te ajudar no monitoramento do seu bebê nas madrugadas!

 

A gente vai se falando !

Bjos e até !tags coração

O Sono do Bebê – as minhas histórias …

sono-do-bebe

Oi Comadre! Pra quem me conhece sabe que, dentre todos os assuntos da maternidade, o sono dos meus bebês me deu um trabalhinho, sabe…

Como eu amamentava exclusivo, os primeiros meses, as primeiras noites… eram bem difíceis !

Eu optei por colocar o Pedro ( meu primeiro filho, num bercinho desmontável no meu quarto, para facilitar pra mim e , também porque ele não ficava no quarto dele nem a pau !) .

Sabe TODOS aqueles livros de pediatras e especialistas em sono infantil que tem no mercado, famosos ou não… pois é !  Li todos!! Algum funcionou ? NÃO ! rsrs Não consegui aplicar nenhum !

Ele começou a dormir no seu quarto, mas acordava , todos os dias , ás 3:00 da manhã ( já com 2 anos ), e por mais que eu só conversasse o essencial, não fosse brincar com ele , dissesse que era hora de dormir… o bichinho queria colo e a MINHA companhia ! E, quem me conhece há algum tempo sabe que, nessa época eu trabalhava em postos de saúde, e acordava ás 5:50 h ! Nessa maré de ficar acordada a partir das 3 :00 …. uma hora a casa caiu !

Desmaiei no banheiro, com direito a nariz cortado e olho roxo ! rsrs Tive que tomar uma atitude…

Com a M.Beatriz, minha segunda, eu, meio traumatizada por ter deixado a situação com o Pedro ter chegado naquele limite, tentei fazer tudo diferente desde o início . Eu dormi no quartinho dela por um bom tempo, pelo menos enquanto ela ainda acordava algumas vezes na madrugada para mamar… E pra minha sorte, ela tem uma personalidade bem independente… e nãome deu maiores trabalhos ! Adora dormir no seu quartinho !

Com a Nina, a minha terceira, eu tentei ficar no seu quartinho, assim como fiz com a Beatriz, mas… tinha um agravante : elas dividem o quarto! Então, todo chorinho e toda a movimentação  noturna, acabavam acordando a Beatriz( que sempre teve um soninho de cristal !).

E então… lá se foi a Nina para o meu quarto… para a MINHA CAMA ! Não me orgulho disso não ! Mas eu tentei de tudo ! E, não dou conta de deixar chorando no berço , sabe ? Nem por uns minutinhos… E , assim fomos até um ano e meio !

Até que a situação começou a ficar ruim prá todo mundo ! Ninguém mais dormia de noite ! Era chute e cabeçada a noite toda!

Então , conversando com uma paciente, mãezinha de primeira viagem , ela me emprestou um livro, algo como ” Doze semanas de vida, doze horas de sono … ”  . Ela disse que aplicava com a bebê dela desde que ela era pequenininha, e que a bebê dormia super bem . Eu li a parte que era já pra crianças maiorezinhas, e adaptei á minha realidade… E devagarinho, tirei a Nina do meu quarto , sem traumas , sem choro!

O que eu fiz ? Vou te contar !

Nas primeiras noites ( 2 ou 3 ) , eu dormi com ela num colchão, no chão do meu quarto, para tirar ela da minha cama.

Depois, esse colchão foi para o quarto dela, e por lá dormimos mais umas 2 ou 3 noites !

Depois, coloquei o colchão ao lado do berço dela , e eu fiquei no colchão e ela foi pro berço ! Ela me deu a mãozinha, e … dormiu !!

E assim estamos até agora ! Eu me deito na cama, ao lado do berço, e ela me dá a mãozinha… vai olhando pra mim, vira, revira e …dorme no berço ! Sem chororô , sem traumas !

Ela acordava no meio da noite, ainda por uns dois meses ( e, ás vezes ainda acorda) … Vou lá , ponho a chupetinha e, quando ela me vê, já se deita, fecha seus olhinhos e pega no sono novamente !

Já tive que recuar alguns dias… ela não queria nem ver o berço ! Embalei no colo um pouco , até ela amolecer e… então ela foi numa boa pro bercinho .

Se eu puder te dar só um conselho : Não acostume seu bebê a tomar mamadeira de madrugada ! Isso sim deve ser pedreira para tirar ! Eles acordam mesmo, choram de madrugada… mas isso não quer dizer que estejam com fome, viu ? Pensa lá na frente… como vai tirar a fralda ? Se a criança toma bastante líquido pra dormir, e durante a noite… ela vai fazer um montão de xixi ! Conheço crianças de 4/ 5 anos que as mamães estão passando por esse problema !

Aqui nesse vídeo, eu dou algumas dicas bem práticas sobre o sono do bebê …

Eu fiz questão de contar tudo isso prá você , comadre, prá te mostrar que eu erro muito também ! Que sou só uma mãe possível, cheia de limitações, que se deixa vencer pelo cansaço, nem sempre disposta a encarar o que tem que ser feito !

Mas, não desisti ! Quando a coisa pegou, eu sabia o que precisava ser feito ! E tomei a decisão… no meu tempo, do meu jeito … com a carinha dos meus filhotinhos ! Nada engessado, nada enlatado !

E, no final… dá tudo certo !

Como dizia a minha avó: ” Você já viu alguém de 18 anos dormindo na cama dos pais ? Tudo tem seu tempo !” rsrsr

Também não precisa exagerar, né D.Maria !! Que saudades….

Boa sorte prá você !

Bjos e atétags coração