O sono do bebê -Por quê Meu Bebê Chora para dormir

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Mother holding her crying baby isolated on white background

 

Oi Comadre, tudo bem?

Esse é uma das pedras no sapato das mamães sobre o SONO DO BEBÊ: “Por quê meu bebê chora para dormir?”.

Estou fazendo algo de errado? Ou: tem algo de errado com ele (a)?

Vamos conversar sobre isso?

Eu andei pesquisando sobre o assunto, já que percebi que essa é uma dor muito frequente de muitas alunas minhas,  e também das mamães que acompanham meu trabalho.

Li vários artigos dentro e fora do Brasil, participei de alguns fóruns de discussão sobre esse assunto e olha o que andei aprendendo:

  • Os bebês choram para relaxarem e adormecerem. Como ainda não conhecem outra forma de fazerem isso, lançam mão do chororô para relaxarem. Esquisito não acha? Fiquei pensando: “E o cortisol (hormônio do stress) que o corpinho dele libera, será que não atrapalha o sono do bebê, em qualidade e quantidade?.

 

  • Os bebês choram para, naturalmente, liberarem e desobstruírem as vias aéreas superiores antes de adormecerem, o que diminuiria naturalmente as chances de apnéia (pausas na respiração) e sufocamento durante o sono.

A verdade, minha amiga, é que em todas as fontes de pesquisa sérias que usei,  era unânime :Não existem estudos científicos conhecidos sobre esse assunto.

E fiquei pensando….

Na minha observação da prática, do dia a dia das mamães que acompanho, associado ao que venho estudando sobre o sono do bebê há mais de 10 anos, tirei algumas conclusões minhas, que quero dividir agora com VOCÊ 😉

1°-Primeiro, na minha opinião, precisamos descartar DOR E DESCONFORTO, que podem por exemplo serem causados pela simples mudança de posição na criança para “deitada”.

Por exemplo, se a criança tem refluxo patológico, acabou  de mamar e a gente deita ela, essa posição vai causar um desconforto grande, devido á sensação desagradável do leite voltando pelo seu esôfago e faringe.

Outro exemplo: se o bebê não arrotou, a mudança de posição pode deslocar o ar lá de dentro dela e esse causar um desconforto. E o bebê começa a chorar, engole mais ar e a dor só aumenta. Quem nunca foi acudir o bebê reclamando no berço e, só de pegá-lo, sai aquele arrotão e o anjinho se acalma e muitas vezes, volta a dormir rapidamente.

Ou ainda: intestino preso. Quando o bebê não faz cocô todos os dias, as fezes acumuladas no intestino podem liberar gases, o que pode gerar cólica nos bebês e claro, eles vão chorar.

Nariz congestionado, peito chiando ou dificuldade para respirar: quando deitamos, fica muito mais difícil de respirar nessas situações. O choro pode muito bem ser causado por isso, uma defesa natural mesmo, a favor da manutenção da vida do bebê.

2°- O BEBÊ NÃO QUER DORMIR:

Essa situação é muito comum em bebês que têm uma rotina bonitinha estabelecida e, de repente, por causa do próprio crescimento e amadurecimento, os padrões de sono/soneca vão se alterando.

Quanto maiorzinho o bebê vai ficando, a necessidade de horas de sono vão gradualmente, diminuindo.

E, algumas vezes, até a mamãe perceber essa mudança de fase, ela insiste em manter a rotina e o bebê vai demonstrando com seu chororô que aquele esquema não funciona mais.

Então, um simples adiamento em 20-30 minutos no horário das sonecas, por exemplo, já pode diminuir bastante o choro pré-soneca.

Ou ainda, o bebê continua dormindo bastante durante o dia e acaba “sobrando sono”, sabe?

E, cada vez que a mamãe o pega para fazê-lo adormecer, começa aquela briga danada já que ele(a) simplesmente NÃO ESTÁ COM SONO AINDA.

Outro motivo que, frequentemente leva os bebês a não quererem adormecer, é que, a partir do 3° mês completo de vida, eles descobrem o mundo! Olham, ouvem, interagem.

E em determinados momentos, estão ali, aprendendo alguma habilidade nova muito interessante, super empolgados e vem a mamãe, cheia de boas intenções, pronta para cumprir a rotina: chegou a hora do soninho.

Assim que pegamos o bebê nesse contexto, ele protesta na hora e começa a chorar, inconformado por precisar interromper o que estava fazendo e curtindo tanto! rsrs

3° O Outro lado da Moeda: O EFEITO VULCÂNICO

Você já ouviu falar sobre isso, minha amiga? A Elizabeth Pantley, uma das maiores especialistas em sonecas do mundo, junto com estudiosos e cientistas das áreas de neurologia, explicam assim:

Quando passa da hora da criança adormecer, o corpinho dela é inundado pelo hormônio do stress, o cortisol, que é um antagonista dos hormônios do sono e do bem-estar.

E aí, mais difícil é para ela relaxar e adormecer. E quanto mais cansado o bebê vai ficando, mais irritado vai ficando, mais cortisol vai liberando … e mais difícil é adormecer.

Sabe quando a criança “vence”? E começa aquele choreiro, aquela irritação, uma luta gigantesca para adormecer e aí, quando adormece, o sono é agitado, leve, cheio de despertares.

Ou seja, minha querida e cansada comadre, essa situação precisa ser evitada a todo custo.

O grande segredo está  em descobrir as janelas de sono, ou seja, o tempo em que eles (elas) conseguem ficar acordados, numa boa, até o próximo soninho.

É como se fosse o ponto dessa receita: se adiantamos o horário do sono, eles brigam porque não querem dormir; se perdemos a hora, vem o cortisol e pronto! Coloca nosso vulcãozinho em erupção!

E quando chega a “Regressão dos 4 meses” ( leia mais aqui), a “Crise dos 6 meses” (te conto tudo aqui), ou ainda a temida e longa “Regressão dos 9 meses“, ( conheça mais sobre os 9 meses aqui) em que o comportamento TODO do bebê se altera, inclusive o sono, esse choro para adormecer pode se acentuar e deixar você mamãe, o papai e toda a família enlouquecidos e exaustos.

O que eu acho muito importante a gente ressaltar aqui:

A CULPA NÃO É SUA, MAMÃE!!

Mantenha a calma, tente observar os padrões que se repetem, converse muito diretamente com o seu pediatra e vá tentando algumas alternativas, até que note alguma melhora nesse choreiro antes de dormir.

Não se deixe desestruturar, não se apavore e NÃO DUVIDE DA SUA CAPACIDADE DE CUIDAR E ACOLHER O SEU BEBÊ! Isso SIM  é importante! O restante são ajustes que vão acontecendo com a observação e testes.

E, se você quiser encurtar os caminhos, com o olhar de alguém de fora, preparado para localizar os problemas do sono, do seu bebê, conte comigo.

Eu posso te ajudar COM CERTEZA.

Para conhecer o “Recém-Mamãe Sono”, a minha consultoria individualizada, clica aqui,

ou entre em contato pelo Whatsapp do nosso suporte:

14 99125-1250

A gente vai se econtrando!

Bjos e até

Lígia

 

Related Posts

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Comments

comments

0 Flares Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×