O Poder de Mãe

Oi Comadre!

Hoje inauguramos aqui a coluna da Ana Anselmo !

Ela mora em Nova York, é Baby Planner , e todo mês agora , estará por aqui, trazendo novidades de Nova York, e dividindo conosco as suas vivências e experiências com as mamães do lado de lá !

Seja bem vinda Ana ! Sinta-se acolhida e abraçada !

A casa é sua!

Bjos tags coração

Lígia Coimbra

Screen Shot 2015-12-26 at 8.30.06 PM

 

O Poder de Mãe… por Ana Anselmo

 

 

Olá Mãe e Comadre!!!!

 

De vez em quando, surge nas mídias socias o que chamamos de “mommy war”, ou seja, algo que foi feito por mães e que viram quase que uma religião ou mesmo uma “briga”.

São  conselhos do que fazer e como fazer determinada tarefa do dia a dia , com os nossos filhos , ou com as nossas vidas de mães.

 

Mas, eu particularmente não gosto de clichês que as mídias nos impõem. O que é melhor para você e para o seu filho é você quem decide, não as mídias sociais ou o facebook com mais amigos e seguidores.

 

Afinal o que foi bom pra mim talvez não seja bom pra você, não é mesmo?

 

Mães são uma enorme fonte de pesquisa, suporte boas histórias e ótimas risadas, além de ter no coração o amor incondicional!

 

Todo mundo tem algo pra contribuir e dividir sobre seus bebês, sua vida, sua rotina, seu corre corre.

Se nos encontramos na escolinha dos nossos filhos sempre temos algo pra trocar – Como foi o banho de ontem? Dormiu cedo? Fez birra? Deu um show pra trocar as fraldas?

 

Enfim, sempre temos algo a dividir e por isso acho que a gente pode fazer do “ Mães Comadres” uma fonte de troca e pesquisa….

 

Vamos ampliar a nossa troca? Vamos aumentar os nossos conhecimentos, esse será o nosso canal, combinado?

 

Meu conselho é que você procure sempre estar envolvida com outras mães e grupos para que essa fonte de pesquisa nunca se esgote.

E nós aqui , do “Mães Comadres “ somos uma delas….

 

Costumo dizer que Mãe é como se fosse uma moeda internacional. Mãe é aqui, é em outra cidade, é em outro pais…

Talvez não saiba o quanto essa corrente de mães é forte, mas tente pedir ajuda e você vai ver que outras 3 mães se juntam a você em menos tempo do que você imagina !

 

Mãe é como dinheiro, uma fortuna incalculável. Parece até que somos como uma gang …. Quando uma pede socorro outras imediatamente se juntam, e correm para acudir !

 

Pra ilustrar o poder, quero dividir com vocês um “causo”. Conheci 2 mães recentemente que por meio da amizade de suas filhas se tornaram também super amigas.

Ao levarem as filhas aos mesmos lugares e ficarem conversando decidiram que precisariam montar um grupo de suporte de mães e hoje criaram o “Mom’s Friend “ ,um grupo de mães e amigas que, além de trocarem idéias, são organizadoras de eventos para crianças na cidade onde moro

( Nova York ).

 

E você, participa de algum grupo? Já pensou em criar algum grupo desse tipo? Divida com a gente, queremos saber e espalhar a noticia.

 

Um beijo gigante a vocês, direto de New York.

Até o mês que vem com mais histórias do outro lado do oceano.

Ana

ANA   ANA MARIA ANSELMO é graduada em Administração de Empresas, mas se apaixonou pelo universo Materno Infantil em 2009, e, desde então não parou mais. Se especializou em Baby Planner, Segurança Infantil e Sono, todos pela IMPI. Mora em New York há 6 anos e, vai mandar novidades semanalmente, de lá para o Brasil, através do nosso blog .

 

 

 

 

 

O Medo nas Crianças – Como lidar com ele ?

Blond Boy Crying

Oi comadre !

Quando a criança chega a idade dos 3 anos ( um pouco menos , um pouco mais… depende da criança ) , ela começa a manifestar seus medos : medo do escuro, medo de alguns  barulhos , medo do lobo mau, da bruxa … enfim…

O que é o medo afinal ? Por que ele existe ?

Como lidar com ele , e ajudar nossos filhos a se desenvolverem de forma saudável ?

Isso, prá mim, na minha história de mãe do Pedro, sempre esteve muito presente… e de uma forma em que eu me sentia MUITO culpada ! Então , resolvi agir! rsrs

Com a M.Beatriz, o “medo” não se materializou tanto, nem a angustia… o processo vem sendo bem mais tranquilo.

E , a Nina, ainda não chegou lá ! Vamos esperar…

Fiz um vídeo, contando algumas histórias do Pedro, algumas conversas com psicólogas, e , alguns truques e recursos de uma mãe culpada e bem intencionada … !!!

Vem ver !

 

Você tem alguma história de como lidou com os medos dos seus filhos ?

Alguma dica preciosa ?

Conta prá gente, vai !!

 

Bjos e até tags coração

8 Anos, Meu Filho !!

velas 8 anos

Oi comadres!!Por que ficamos nostálgicas e manteigas derretidas nos aniversários dos filhos?

Hoje, acordei mais cedo… O meu marido já estava acordado. Sentado no sofá da sala, de frente para a cama  do Pedro , que ainda dorme. Nos olhamos, sorrimos um sorriso amarelo, emocionado… o nosso moleque já está fazendo 8 anos!!

E , a vida vem como um filme do Tarantino, imagens rápidas, meio confusas e desconexas…Decido fechar os olhos, para assistir , para degustar novamente emoções tão latentes.

Eu tinha 31 anos, conversamos, e achamos que estava na hora de eu parar a minha pílula. E, os meses foram passando…Um menino de cabelos claros e cacheados, olhos muito vivos começou a passear pelos meus sonhos, pelos meus pensamentos… Eu já conhecia aquele menino, mas,de onde?

Numa madrugada de sexta para sábado, acordei num sobressalto. Um sonho muito real: barriga e seios muuito grandes! Fui até o banheiro e , separei o potinho para recolher o xixi quando amanhecesse, para ter certeza de que não me esqueceria do sonho!!( o que costumo fazer com muita frequência).

Chovia uma chuva de fevereiro, manhosa…Acordei meu marido, contei o sonho pra ele e, pedi para ele ir comigo a uma farmácia para comprarmos o teste. Eu tinha paciente no consultório  aquele sábado.

Ele desceu , e eu fiquei no carro, esperando. Meu coração não batia, pulava… Eu mal conseguia respirar! Ele voltou com o teste: coloquei o bastãozinho no potinho e, imediatamente , lá estava o tão sonhado “segundo risquinho”. Nos olhamos e começamos a rir e chorar!

Meu marido, mais ponderado sugeriu irmos ao laboratório para colher meu sangue, e fazer um “beta”. E lá fomos nós…

Aquela manhã se arrastou!! Ainda bem que eu estava atendendo no consultório! Ás 11:30 h pegamos o resultado … Caramba que troço complicado de interpretar!!Podia ser como nas novelas : positivo ou negativo!!! Mas , não! Tem uma tabela cheia de datas e números…

Quando consegui enxergar: EU ESTAVA SUPER GRÁVIDA DE 9 SEMANAS!!!!

E assim , a minha gravidez transcorreu tranquila… minha cabeça e minha alma acompanhando lentamente as mudanças do meu corpo…

Segunda-feira. Eu sabia que estava chegando a hora. 39 semanas e 4 dias. Fui ao médico de manhã , fizemos o último ultrasom, chegou a hora. O Dr. Francisco me pediu jejum, a partir  daquela hora, e me disse: Nos vemos no Hospital ás 17:00, ok? UAU !!! Calma, respira ( eu pensando)

E, mais uma vez a tarde se arrastou…Eu e minha mãe (sempre ela) jogando conversa fora, tentando manter uma atmosfera de normalidade! as malas já estavam prontas desde ás 36 ° semana. Minha sogra, que  mora a 70 km daqui, chegou…O Guilherme chegou do trabalho, e, a comitiva estava pronta !! Olhei pra trás …  Eu sabia que , quando voltássemos, a minha casa seria tão diferente!!Eu estaria tão diferente… Internação, procedimentos de rotina…

 

rp_DSC00085-300x225.jpg

Ás 18:44 h min, ouvi seu chorinho… E tudo fez sentido então!! O mundo se abriu !!!Um amor tão grande , tão completo…

DSC00113      rp_Imagem-057-225x300.jpg

Quando o pediatra encostou seu rostinho no meu, seu choro parou na hora!!! Quando  o peguei no colo , o reconheci imediatamente, meu filho!!! era seu rostinho que andou ocupando meus pensamentos… Quando o coloquei para mamar… Agora sim , tudo fazia sentido!Agora eu sabia exatamente o que vim fazer aqui nesse mundo…

E aqui estamos nós… 8 anos depois… felizes, muito felizes!! Mas também maiores e melhores…Obrigada meu Deus… Obrigada meu filho!!!

nós   pedro ago 2014

Bjos e até tags coração

 

 

Eu tenho medo… e você?

medoComadres, olhando para esse nosso mundo de mães, esposas, profissionais, filhas e amigas, tenho percebido uma coisa… existe no ar, um clima meio velado : é obrigado estar feliz, ser perfeita, bonita, bem sucedida!!

Olhando as fotos das revistas, as imagens do Facebook, fico pensando: Será que sou só eu que acordo com a cara de ontem? Que não consigo dar jeito no meu cabelo? Que piso na bola com meus filhos? Que chego , algumas vezes, frustrada em casa, depois de um dia exaustivo de trabalho?

E deixei meus pensamentos correrem…Acho que não! Mas existe uma obrigatoriedade social , de uma alegria quase histérica!!Isso é muito angustiante e opressor!! Todas nós temos o direito de não estarmos bem, de sentirmos medo, de termos dúvidas, de carregarmos frustrações… O importante é usarmos esses sentimentos a nosso favor! COMO? Não sei bem… o meu truque é não me deixar paralisar! Se tem alguma coisa que não está legal, mergulho na lama de cabeça!!Reflexão…Me permito sentir e viver aquele sentimento por inteiro, sentir o seu sabor amargo… tento usar isso para me transformar… mudar o que não está bom, melhorar o que é possível, e seguir adiante, de cabeça erguida e peito aberto, sabendo que já já chegará mais um desafio, mas , que ,pelo menos esse eu já deixei pra trás…

E, é por isso , por ser tão humana, tão falível, tão insana(rsrsr) que resolvi dividir com vocês os meus fantasmas e temores.

Eu tenho medo sim , tenho dúvidas sim!

Aqui em casa, quando, por volta dos 3 anos,o Pedro começou com aquela fase dos medos, uma forma que encontramos para trabalhar esse assunto sem grandes traumas , foi de compartilharmos os nossos medos. Então, ele vivia com a pergunta na ponta da língua: você tem medo de quê? E , ninguém escapava!! Eu , o pai, as vovós, os vovôs, a ajudante aqui de casa… e assim , fomos humanizando esse sentimento pra ele. Ele não era fraco , ou “errado” por sentir medo!!! Todos nós sentimos medo, afinal!!!

E do quê afinal eu tenho medo?

  • Eu tenho medo de errar.
  • Eu tenho medo do tempo, que passa rápido demais!
  • Eu tenho medo de decepcionar meus filhos , marido e familiares,
  • Eu tenho medo do escuro! Principalmente do escuro da alma…
  • Eu tenho medo da solidão.
  • Eu tenho medo de não ser boa o suficiente : boa mãe, boa esposa, boa filha, boa irmã, boa amiga, boa profissional…
  • Eu tenho medo de pular de asa delta! de saltar de para quedas!
  • Eu tenho medo de não ser compreendida.
  • Eu tenho medo de endurecer, de perder minha humanidade.
  • Eu tenho medo de adoecer gravemente.
  • Eu tenho medo de cobra, pavor, aliás!
  • Eu tenho medo de ouvir, mas não conseguir escutar …
  • Eu tenho medo de falar demais.
  • Eu tenho medo de perder tempo.
  • Eu tenho medo da violêcia.
  • Eu tenho medo de olhar, mas não enxergar…
  • Eu tenho medo de não dar conta.
  • Eu tenho medo de esquecer.
  • Eu tenho medo de perder as pessoas que amo.
  • Tenho medo da morte.
  • Tenho medo de olhar pra tás e não conseguir mais voltar…

E, olhando em volta, vejo meus filhos, vejo seus sonhos, toda a vida que têm neles!E,então percebo, comadre, que , aqui dentro de mim, estão os recursos, as armas de que eu preciso , para a luta de todos os dias!!

E você, tem medo de quê?

Bjos e até tags coração