Alimentação Infantil – Um Assunto Sério

Oi Comadre!

Nos últimos 15 dias, eu ouvi de 2 pessoas diferentes, profissionais ligados á área da saúde, um dado assustador :

“Que a geração dos nossos filhos, é a primeira , na história da humanidade, que vai viver menos do que seus pais.”

Para ser exata, a ciência já conta com 5 anos menos , na vida das nossas crianças, quando comparadas a nossa expectativa média de vida!!

Gente eu fiquei tão chocada com essa informação !!

E sabe o por quê ?A ALIMENTAÇÃO INFANTIL!!

Eu fiz um vídeo para conversar disso com você:

E os dados de arrepiar não param por aí:

No Brasil, hoje , estima-se que 35% das nossas crianças são obesas, e , no estado de SP , esse número é de 50% !!

A Alimentação Infantil:

Os grandes vilões são : o açúcar, em excesso, e os farináceos e produtos industrializados ( biscoitos, salgadinhos, sucos de caixinha, comidas congeladas como nuggets, etc) que a gente, na nossa vida moderna , em busca de praticidade, acaba, inocentemente, e sem pensar, incorporando na nossa rotina e nos hábitos dos nossos filhos.

Esses alimentos, causam um excesso de insulina circulando pelo corpo, o que causa estragos graves, como estoque exagerado de gordura corporal, aumento de apetite, desregulação hormonal geral, diabetes tipo 2, são os mais conhecidos.

Além de tudo isso, como se já não fosse ruim o suficiente, esses alimentos, na sua forma refinada, ainda têm um poder de nos viciar , literalmente falando! Eles provocam alguns efeitos químicos no cérebro, que são idênticos aos efeitos de drogas com alto poder viciante, como cocaína e heroína!

E, depois, gastamos muito tempo, energia e dinheiro, tentando correr atrás dos estragos !

Nutricionista, esportes mil ( e transporte para levar e buscar) , psicóloga , médicos , exames… e temos que fazer o caminho de volta, o que é muito sofrido e difícil pra gente e pros nossos filhos!

Por quê não evitar ? Por quê não ensinar nossos filhos , desde o começo da sua alimentação, o que é bom e saudável para eles?

Fiquei me questionando , me martirizando ( como toda mãe que se preze! rsrs)  e analisando os meus “porquês”, e sabe o que eu concluí?

Que além da vida corrida, da falta de tempo , um grande SENÃO é que , para introduzirmos e mantermos , com consistência, bons hábitos nos nossos filhos, temos que rever os NOSSOS hábitos!

Como nos alimentamos?

Como são nossos hábitos?

Como está a nossa saúde?

Qual é a importância que damos para isso, nas nossas vidas, na nossa rotina?

Aí é que está… não adianta querermos fazer nossos filhos comerem legumes, verduras e frutas, se, nós mesmas não comemos?

Ou se adoramos um hambúrguer com batata frita, pizza e sorvete,e fazemos disso não uma exceção , mas a regra , na nossa alimentação?

Ou se exaustas, sem saber o que fazer, permitimos que nossos filhos troquem refeições por mamadeiras “turbinadas” farinhas e engrossantes que se dizem “vitaminados” ?

Se , na nossa insegurança, e enorme amor, temos uma dificuldade visceral de olhar nos olhos dos nossos filhos e lhes dizer “NÃO ” ….

Sei lá , comadre, eu só sei que , se eu já me preocupava com esse assunto, agora, o bicho pegou! rsrs

E, daqui para frente, eu vou jogar prá ganhar!

Afinal, que mãe, se tivesse a possibilidade, não acrescentaria 5 anos a mais na vida dos seus filhos?!

Eu estou na batalha , e você, vem comigo?

Aqui nesse post ( com vídeo), eu dou algumas dicas de como fazer a introdução alimentar do seu filhote numa boa, sem traumas prá ninguém! rsrs

E vou deixar aqui com vocês, alguns links de sites onde busco inspiração e informação de qualidade, quando o assunto é saúde e alimentação:

As Delícias do Dudu

Minha Vida

Deixe seu comentário abaixo ! Qual a sua opinião ? Como é na sua casa?

A gente vai se falando ,

Bjos e atétags coração

Alimentação x Crianças – Super Dicas

 

1 (2)

Oi Comadre ! Se o seu filho come mal, faz charme para comer, ou só quer saber de porcarias… Bem vinda ao clube !!

A grande maioria das crianças, em algum momento, passa por essa fase tão difícil e desesperadora !

Mas tem uns truques que podem ajudar! Quer saber mais?

Vou te contar a minha história com os meus filhos , e , onde acho que errei e acertei:

O Pedro mamou exclusivo no peito até os 4 meses, quando eu comecei a introduzir uma papa de leite com aveia, já que ele não podia nem ver mamadeira! Chorava só de olhar ! E , eu fui ficando desesperada, porque, dali uns 15 dias, eu voltaria ao trabalho… o que ele iria comer nos intervalos, enquanto eu estivesse fora?

Você pode estar se perguntando porque eu não ordenhava o leite, e deixava pra ele… eu não tinha leite “sobrando”… o que eu tinha ele mamava. E , mamadeira com ele… nem pensar !

Então, conseguimos dar uma fruta, no “café da manhã” ( ele mamava no peito umas 6:30h, depois comia a fruta umas 8:30 no máximo. E , á tarde, comia a papa de leite com alguma fruta. Tocamos assim até os 5 meses e meio, qunado começamos a introdução alimentar.

O meu pediatra tem uma linha assim : se a criança não está mais exclusiva no peito, aos 5 meses- 5 meses e meio, ele orienta :

entre 6-7 h da manhã  : leite ( peito , mamadeira, o que for…)

entre 10:30 e 11:30 h :almoço , suco de fruta e sobremesa

entre14:30 3 15:30 h: papa de fruta com leite

Toca assim, num esquema que ele ensina , de ir oferecendo um alimento de cada grupo , por vez, para testar a aceitação da criança e do seu organismo.

Se está tudo bem…1 semana depois  já vem o jantar! Por volta das 18-19 h.

 

E assim fizemos… Só tinha um porém, como o pediatra orientou a peneirar e amassar os alimentos, e NÃO BATER ou no liquidificador, ou na centrífuga… era barra pesada para mim fazer as papinhas ! Muitas vezes, era 1 hora da manhã, e lá estava eu, com a mão ardendo, tentando passar uma bendita beterraba pela peneira! kkk

Eu trabalhava o dia todo, e , aproveitava todo o tempo que o Pedro estava acordado, para ficar com ele ! Depois que ele dormia , lá ia eu, para a minha ” guerra ” das papinhas. Ele comia bem, só não queria saber de leite artificial, só na forma de papa ou mingau( depois descobrimos uma APLV- alergia a proteína do  leite de vaca- que rendeu uma bronquite insistente e até uma pneumonia ! ).

Bom , eu comecei a ficar exausta… estava magrinha! Só o pó ! rsrs

Eu e o Guilherme resolvemos conversar com o Pediatra sobre as papinhas industrializadas. Ele disse: ” Nutricionalmente, ok, não vai faltar nada. Mas ele vai ficar bem limitado nos quesitos textura-paladar dos alimentos.”

BINGO, Dr. Francisco ! DITO E FEITO ! Ele comia as papinhas super bem, mas , lá pelos 8/9 meses, quando eu comecei a oferecer já os alimentos que comíamos , como arroz, feijão, legumes, carnes- ele apresentou resistência…

Mas , devagar, com paciência, ele foi evoluindo… mas , não tomava leite, de jeito nenhum !

E , nesse período, começaram as tosses, a bronquite… e ele não comia… nem tomava leite … nada !

Eu fui ficando desesperada! E, muitas vezes, forçava a barra pra ele comer ! Cantava, ligava DVD, e , enquanto ele não comia o que EU achava que era suficiente, eu não deixava o coitado em paz !

O período dos 12 aos 24 meses foi muito sofrido ! Ele só comia chorando! Olha que absurdo ! E eu… não chorava de vergonha, mas o desespero era imenso , e vontade não faltava !

E tinha mais um detalhe… o Pedro , por sua personalidade, não gosta de “meleca “… não comia com as mãos, não interagia com as texturas, cheiros , formas e sabores da comida… Eu acredito que isso também fez muita falta.

Foi melhorando, fases melhores, fases piores… Seu peso e altura, sempre normais… tirando a APLV( que trouxe a bronquite) , ele sempre foi saudável ! Nem amidalite, viroses… nada ! Mas a mãe… neura total !! Você se sente assim , também?

E veio a M.Beatriz, uma Magali ! Comilona, curiosa, que sempre comeu de tudo ! Salada, papinha, comida, frutas… E ele foi aprendendo com ela… meio que questão de honra sabe ? rsrs

Nina comendo sozinha

Nina comendo sozinha

1 (1)

E , a Nina então! Come sozinha desde os 11 meses, não gosta que a gente ajude! Come comida, come fruta… tudo com as mãos! E não gosta nada amassado, só em pedaços , ou inteiro, e ela vai mordendo!Ela cheira, aperta, lambe… é tão bonitinho de ver ! E , claro! Isso faz toda diferença !

Então, comadre, resumindo:

O QUE AJUDA:

-ter horários regulares para as refeições,

-Intervalo de 3-4 horas , entre o lanche/ mamadeira e as refeições. A criança precisa estar com fome ! Senão, pode ter preguiça , ou simplesmente não se interessar pelo prato de comida.

– Não oferecer alguma coisa “mais gostosa ou mais fácil e mastigar”, como , danoninho , por exemplo, depois de uma tentativa frustrada de refeição.

-deixar a criança interagir com a comida, ter experiências sensoriais, tipo cheirar, pegar, morder , lamber… faz sujeira, sim, mas é uma beleza ! Elas criam uma boa relação com a comida,se divertem , e comem melhor!

-Se possível, ofereça a refeição da criança junto com a da família, assim ela se sente parte do processo, e não fica como o centro das atenções.

-Observe seu filho: tem criança que prefere alimentos mais moles, outras gostam do sabor de temperos, outras preferem o alimento mais frio… respeite a individualidade dela ! Aos poucos ela vai descobrindo outros sabores e texturas.

O QUE ATRAPALHA :

-criança sem fome( mama toda hora, ou belisca fruta/suco /danoninho)

-mamãe ansiosa, a criança vai te chantagear( me pergunta como eu sei disso ? rsrs )

-ambientes diferentes , com muitas distrações.

– doenças e remédios – mesmo sabendo que a criança está doente, está tomando medicação, a gente insiste que ela “tem que comer prá sarar ” !

-Ficar empurrando comida na criança- “Tem que comer tudo ” ! . A criança sabe a quantidade de comida que é suficiente pra ela, respeite!

Agora, comadre, uma coisa eu te falo,: as crianças, assim como nós, passam por fases! Tente não se apavorar e respeitar isso ! Alguns períodos estão com mais apetite, outros com menos… podem estar enjoadas dos mesmos alimentos… Vai tentando conduzir , sem se apavorar, e sem forçar nada !

 

Eu tenho ouvido bastante a respeito da BLW( baby led weaning) , você conhece ?

Em tradução livre é: ” o desmame que o bebê comanda”… prometo escrever um post falando sobre isso.

Por enquanto , leia mais aqui :” Tá na hora Do Papá“. A Aline, autora do blog, é fono, com mestrado na área de introdução alimentar…    é  mamãe do Nicolas,de  1 ano e 3 mese,  e entusiasta do assunto !

Vai fazer até um congresso virtual, sobre o tema ! o “CONALCO”… de 19 a 25 de maio. Dá uma olhada no face … aqui tem o link , se você quiser saber mais!

Eu vou participar ! Vamos também ?!

 

Como você fez a Introdução alimentar do seu filho?

Foi tranquilo ou foi traumático? rsrs

Conta pra gente aqui !

 

A gente vai se falando

Bjos e atétags coração